Museu do Aleijadinho

Ouro Preto: Patrimônio da Humanidade

– Ano XVI




Interior do Museu do Aleijadinho (anexo à Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias)

O Museu do Aleijadinho foi criado em Ouro Preto, em 1968, para reunir, conservar, preservar e difundir objetos de arte sacra e documentos gráficos de valor histórico, além de realizar pesquisas e estimular atividades no campo da história da arte. A denominação do museu é uma homenagem ao maior artista ouro-pretano de arte barroca Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, patrono da arte no Brasil. Ele foi o construtor, dentre tantos monumentos, da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, onde se abriga o museu. Aleijadinho viveu em Minas Gerais, de 1730 (data provável) a 18 de novembro de 1814.

~ O Acervo ~

A maior parte do acervo encontra-se em exposição permanente em três ambientes: sala da Sacristia, sala da Cripta e ainda na Igreja de São Francisco de Assis, também incorporada ao museu. Já a Consistório é o espaço destinado às várias exposições temporárias realizadas a cada ano. Na sala da Sacristia estão reunidos exemplares de imagens do século XVIII do barroco mineiro, sendo a maioria da primeira metade daquele século. A sala da Cripta é o antigo porão da igreja, restaurado, após escavações, para abrigar obras de Aleijadinho, prataria e outras peças de valor. A sacristia da Igreja de São Francisco possui como atrativo o chafariz esculpido por Aleijadinho entre 1777 e 1779. Os quadros expostos são de Francisco Xavier Gonçalves e as pinturas do teto de Manuel Pereira de Carvalho.

Veja abaixo como será a nova fase do museu, após a reabertura que aconteceu no dia 27 de novembro de 2007.

~ A Igreja ~

 

A Matriz de Nossa Senhora da Conceição começou a ser construída em 1727, sob a direção de Manuel Francisco Lisboa, mestre do Ofício de Carpinteiro e pai de Aleijadinho. É um dos mais importantes templos de Ouro Preto pela sua arquitetura e ornamentação. Possui oito altares laterais talhados em rica e minuciosa arte rococó, exprimindo direta influência portuguesa. Em frente ao primeiro altar está sepultado Antônio Francisco Lisboa. No trono do altar-mor encontra-se a imagem de Nossa Senhora, modelada em tamanho natural e talhada por Conceição de Murilo, em 1893. As colunas salomônicas desse altar foram executadas por Mestre Felipe Vieira, entre 1760 e 1765. Merecem destaque dois púlpitos esculpidos por Aleijadinho em pedra sabão, datados de 1771, onde o artista incrustou as figuras de quatro evangelistas e, ao centro, a figura de Jesus Cristo pregando no Mar de Tiberíades, sobre uma barca. Manuel da Costa Athayde foi o pintor responsável pela decoração da igreja. No teto, ele representou a Assunção de Nossa Senhora, o rei Davi aos pés da santa, cantando ao som de harpa e uma revoada de anjos.

 


Localização: Praça de Antônio Dias – Bairro de Antônio Dias – Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil.

Horários de visitação do Museu Aleijadinho:

Santuário de Nossa senhora da Conceição
De terça a sábado, de 08:30 às 17h
Domingo de 12h às 17h

Igreja de São Francisco de Assis
De terça a domingo, de 8h às 17h

Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões
EM RESTAURAÇÃO

TAXA DE VISITAÇÃO: R$ 8,00 (sendo concedida meia entrada nos casos previstos na legislação vigente).

As taxas são utilizadas para a manutenção do Patrimônio Histórico e Artístico e para obras sociais da Paróquia Nossa Senhora da Conceição.

IMPORTANTE: O bilhete adquirido lhe garantirá o direito de visitar: Santuário de Nossa Senhora da Conceição, as salas de exposição permanente do Museu Aleijadinho e a Igreja de São Francisco de Assis.


~ Galeria Aleijadinho ~


Jesus Cristo        

A Última Ceia - Clique para ampliar


 

 


Anjo segurando o cálice - Clique para ampliar


Cristo do Passo do Horto - Clique para ampliar

      

Cristo do Passo da Cruz-às-costas - Clique para ampliar


       


Divino Espírito Santo - Clique para ampliar

Índice das fotos:

1.ª foto: Cristo: A Última Ceia (detalhe), Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, MG.
2.ª foto: A Última Ceia (aspecto geral), Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, MG.
3.ª foto: Jeremias, Oseias e Daniel – Adro dos Profetas (são 12, os profetas), Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, MG.
4.ª foto: Sant'Ana e Nossa Senhora – Museu do Ouro, Sabará, MG; Anjo segurando o cálice (à direita).
5.ª foto: Cristo do Passo do Horto; Cristo do Passo da Cruz-às-costas (à direita).
6.ª foto: Santuário de Bom Jesus de Matosinhos e Adro dos Profetas, Congonhas, MG; Casa de Aleijadinho, Bairro de Antônio Dias, Ouro Preto, MG (à direita).
7.ª foto: Divino Espírito Santo (Aleijadinho)

_____________
Nota 1: Nem todas as peças aqui mostradas estão expostas no Museu do Aleijadinho.
Nota 2: Sobre a foto 4: Uma obra semelhante a esta de Sant'Ana passando os ensinamentos à Virgem foi esculpida por Aleijadinho e autenticada na década de 60. A obra não está exposta ao público porque pertence a um colecionador particular. (Nota do Prof. Jackson Saboya – Equipe Starnews 2001).


~ Igreja de São Francisco de Assis ~

A Igreja de São Francisco de Assis, localizada em Ouro Preto, Minas Gerais, é considerada uma das obras-primas do barroco brasileiro, além de ser uma das maiores realizações de Aleijadinho (1730-1814). A Igreja é uma das raras construções em que o projeto, a obra escultórica e a talha são de autoria de um mesmo artista, o que confere grande unidade e harmonia ao conjunto. Não há descompassos entre arquitetura e ornamentação. Mesmo a pintura e o douramento — do forro, retábulos e laterais —, sob a responsabilidade de Manuel da Costa Athayde (1762-1830), encontram-se em perfeita sintonia com o conjunto. A encomenda do risco para a igreja, feita ao escultor, arquiteto e entalhador, se efetiva em 1766, logo após a morte do pai do artista, importante arquiteto e mestre de obras local. Aleijadinho altera o plano primeiro da igreja, arredondando-lhe as torres e elaborando novo frontispício e ornamentos para as fachadas, que se enriquecem em graça e detalhes pela mestria com que maneja a arte do cinzel.

Germain Bazin considera a entrada (1771) da Igreja de São Francisco, a obra-prima de Aleijadinho. A pintura existente no forro da nave da igreja, é a obra mais importante de Manuel da Costa Athayde e que dele exigiu maior virtuosismo, devido ao formato especial da abóbada do templo — de grande amplitude e dotada de chanfros laterais que geram maior altura. O artista realizou, paralelamente, outros trabalhos na igreja, sempre em parceria com Aleijadinho, este incumbido da execução das peças esculturais do templo.


Preserve Ouro Preto: Patrimônio da Humanidade


~ Bens Culturais Procurados ~

O Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) está sistematizando as informações existentes em seus arquivos sobre os bens culturais tombados, desaparecidos nas últimas décadas.

Em conjunto com a Polícia Federal/INTERPOL e o Conselho Internacional de Museus, o Iphan desenvolve desde o ano de 1997 a campanha Luta Contra o Tráfico Ilícito de Bens Culturais. Com este trabalho pretendemos devolver aos lugares de origem as obras de arte furtadas ou desviadas de forma ilegal.

A maior parte das peças pertence à igrejas antigas — geralmente crucifixos, imagens de Nossa Senhora e de outros santos e tem a finalidade principal de acompanhar os serviços religiosos. Muitas igrejas brasileiras ficam mais pobres em seu simbolismo e arte pela ação criminosa dos ladrões.

Por meio deste banco de dados você poderá ajudar a resgatar peças do patrimônio cultural brasileiro, que pertencem a todos os cidadãos e estão desaparecidos por roubo, furto ou tráfico ilícito.

Se você tiver alguma informação sobre estes bens, mande um e-mail, carta ou telefone para o Iphan. O endereço de seu e-mail será mantido em total sigilo: bcp@iphan.gov.br

Polícia Federal/INTERPOL
SAS Quadra 06 lotes 09/10
Brasília – DF
CEP: 70317-900
Telefones: (061) 311.87.25
FAX: (061) 311.83.52

ou para

IPHAN
DID – Departamento de Identificação e Documentação
SBN Ed. Central Brasília, 1º SS
Brasília – DF
Cep: 70.040-904
Telefones: (061) 414-6132 / 414-6135
FAX: (061) 414-6134


~ Aleijadinho em Niterói ~

No pátio de entrada da Caixa Econômica Federal de Niterói, RJ, na Av. Amaral Peixoto, Centro, tem uma réplica perfeita de um dos trabalhos de Aleijadinho: o profeta Daniel. A escultura pode ser vista diariamente, de segunda a sexta, no horário bancário.


~ Os Profetas de Aleijadinho ~

Terminada e execução das imagens dos Passos da Paixão, Aleijadinho e seu "atelier" iniciam as obras no adro do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. O magnífico conjunto estatuário foi totalmente executado em menos de cinco anos. Mesmo muito debilitado pela doença que o consumia e utilizando largamente o trabalho do seu "atelier", Aleijadinho deixou em Congonhas, nas imagens dos Profetas, a marca do seu gênio. Esta marca se percebe antes mesmo de uma análise mais detalhada dos 12 profetas. Ela é visível na magnífica integração das estátuas ao suporte arquitetônico constituído pelo adro, com suas escadarias em terraços e imponentes muros de arrimo. Os blocos verticais de pedra parecem brotar espontaneamente dos parapeitos que arrematam a parte superior dos muros, contrapondo a linha horizontal dominante, modulações rítmicas de poderosa força expressiva.

As atitudes e os gestos individuais de cada uma das estátuas são simetricamente ordenados com relação ao eixo da composição. As correspondências não se fazem de forma geométrica, mas por oposições e compensações de acordo com a lei rítmica do barroco. Um gesto de aparência aleatória, quando visto isoladamente como ampla flexão do braço direito do profeta Ezequiel, adquire extraordinária força expressiva quando relacionado com seu prolongamento natural, constituído pelo braço esquerdo de Habacuc.

Para ver os Profetas de Aleijadinho, clique nos nomes abaixo

Isaías Jeremias Baruc Ezequiel Daniel Oseias
Joel Abdias Amós Jonas Habacuc Naum

_______
Imagens dos Profetas de Aleijadinho: Itaú Cultural.

ooooo00000ooooo

~ Oseias: Profeta do amor misericordioso de Deus! ~

O profeta Oseias, homem simples, apresenta como exemplo sua vida familiar. Como ele casou com uma mulher infiel, assim Israel mostrou-se infiel a seu Deus cheio de amor. Por isso, o Senhor lhe dissera: “Quero amor e não sacrifício, o conhecimento de Deus mais que os holocaustos” (Os 6,6). Diz ainda: “Como posso abandonar-te, Israel? Meu coração se comove dentro de mim... não darei vez ao ardor de minha ira... porque sou Deus e não homem” (Os 11,8s).

Oseias é o profeta do amor misericordioso; desenvolve uma teologia do coração, comparando a aliança entre Deus e Israel com o vínculo esponsal entre ele e sua mulher infiel. Como ele permanece fiel, assim Deus mantém seu amor a Israel. Abracemos, pois, a misericórdia do Senhor para conosco! Amém!

~ Arnaldo Poesia ~

__________
Bibliografia: Deus Conosco, Editora Santuário, julho/2008.

Imagem: Profeta Oseias (obra de Aleijadinho), Adro do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas, Minas Gerais.

Nota sobre o profeta Oseias, de Aleijadinho: O mais importante dos profetas menores, Oseias, ocupa no Santuário lugar sobre o pedestal que arremata o parapeito de entrada do adro. Oseias, assim como Ezequiel e Jeremias, veste um casaco curto, abotoado da gola à barra e preso na cintura por uma faixa. A cabeça é coberta por um barrete semelhante ao de Ezequiel. Calça botas tipo borzeguins e tem na mão direita uma pena, cuja ponta, apoiada sobre a barra do manto, reproduz uma atitude de quem está escrevendo.


~ Os Passos da Paixão ~
(Congonhas, Minas Gerais)

Em 1790 as obras arquitetônicas do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e do adro estavam concluídas. Em 1796 são contratadas as obras dos Passos da Paixão e a execução dos Profetas, obras essas que constituem o mais esplêndido conjunto da arte barroca mundial.

Apesar do adro estar concluído, é pelos Passos da Paixão que Aleijadinho inicia seu trabalho, o qual se estende de agosto de 1796 a dezembro de 1799. Nesse período são talhadas as 66 figuras em madeira, que seriam posteriormente dispostas em seis capelas: Ceia, Horto, Prisão, Flagelação/Coroação de Espinhos. Cruz-às-Costas e Crucificação...

Os trabalhos de policromia se iniciaram em 1808, sendo executados por Francisco Manuel Carneiro e Manoel da Costa Athayde.

Para ver os Passos da Paixão, clique nos itens abaixo

Ceia Passo do Horto Prisão Flagelação Coroação de Espinhos O Carregamento da Cruz Crucificação

_______
Imagens dos Passos da Paixão: Itaú Cultural.

ooooo00000ooooo

Nota: A reprodução abaixo, bem como o fundo desta página, é um recibo com a assinatura de Aleijadinho, ao terminar os trabalhos de esculturas dos Passos da Paixão, no Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, Minas Gerais. Mantivemos o texto conforme escrito na época pelo escultor.

Clique aqui para ampliar

"Recebi do Irmão Vicente cento e setenta e sete oytavas e três coartos de ouro procedidos dos jornais de mim e dos meus officiais que trabalhamos na obra escoltura dos Paços da Payxão do Senhor de Matozinhos desde o primeiro de Agosto até o último de Dezembro deste presente ano e para clareza faço este de minha letra e sinal.
          Matozinhos das Congonhas do Campo de 1796.
          Antônio Francisco de Lisboa."



Visite os sites abaixo:

Especial:


Bibliografia: Aleijadinho, 1730-1814. Arte Barroca – Brasil. Passos da Paixão – O Aleijadinho. Fotos de Claus Meyer – Bretas, Rodrigo José Ferreira, 1814-1866. Oliveira, Myriam Andrade Ribeiro de, 1943. – Rio de Janeiro: Edições Alumbramento/Livroarte Editora, 1984.


Compartilhe:

Publicar artigo no Facebook Facebook Publicar artigo no Twitter Twitter


Equipe Starnews 2001

Copyright © 1996/2012 Starnews 2001
All rights reserved.